:.: O caso do técnico de computação condenado com base nos termos de busca que usou no Google não é isolado. O Google Blogoscoped lembra de outros dois.

:.: O primeiro, retratado pelo India Times, ficou conhecido como o “Google Murder”, ou “Assassinato Google”. Um indiano (de 34 anos), Anurag Johri, que estudava em Birmingham, na Inglaterra,  matou a esposa  (de 29)  com um taco de basebol.

:.: Eles se casaram na Índia, em 2001. Chegaram à Grã-Bretanha em 2003. Anurag Johri foi estudar. A esposa, Deepti Anurag, trabalhar na mesma universidade. Anurag achou que o emprego estava deixando a esposa “muito independente”. Eles se separaram em setembro de 2005. Anurag comprou um taco de basebol. Em novembro, foi ao alojamento da esposa, se desentendeu com ela, e a acertou com o taco na cabeça.

:.: As investigações concluíram que Anurag Johri havia, dias antes do crime, usado o computador da University of Central England, onde estudava, para fazer pesquisas. Entre os termos de busca, “dicas para matar com taco de basebol” e “como assassinar alguém e não ser pego”.

:.: O outro caso, citado também pelo Blogoscoped, é o de Robert James Petrick. A esposa dele estava desaparecida há dias quando ele usou o computador para fazer busca com os termos “profundidade do lago Falls”. Cinco meses depois, um pescador encontrou o corpo da vítima. No lago Falls.

:.: A promotoria encontrou as evidências no computador de Robert, o que sugere duas coisas: ou alguém entrou no computador para descobrir (não sei se precisaria de algum mandado para isso) ou o mecanismo de busca revelou as informações. Mas como souberam o dia exato em que a busca com aquele termo foi feito? Estaria ele logado numa conta do Google, por exemplo, que registra dia, e termos usados, ligando-os ao usuário?