:.: No último mês, Ronaldinho foi o nono termo mais buscado no Google da Noruega. Angelina Jolie, o quinto no Reino Unido. E Lost, possivelmente influenciado pelo seriado de mesmo nome, o décimo da Grécia. Se a idéia era ter uma visão do que está atraindo a atenção das pessoas daqueles países, está aí um bom termômetro.

:.: O Google usou uma expressão alemã que significa “o espírito dos tempos” para definir o comportamento dos usuários diante do mecanismo de busca: “zeitgeist” ( pronuncia-se záitigaiste). O Google Zeitgeist é disponibilizado mensalmente, pelo departamento de Relações Públicas do Google,  com os principais termos de busca em 38 países e nos Estados Unidos. No final do ano, como aconteceu recentemente, é disponibilizado o relatório anual.

:.: Cada mecanismo de busca tem o seu próprio modelo de zeitgeist. O Yahoo chama o seu de Yahoo Buzz.    O AOL, de Hot Searches.

:.: É do jornalista John Battelle, autor do livro “A Busca”, a melhor definição da importância do zeitgeist:

“De conexão em conexão, de clique em clique, a busca está construindo possivelmente o mais duradouro, forte e significativo artefato cultural da história da espécie humana: a Base de Dados de Intenções.” (…) “Uma enorme base de dados de desejos, necessidades, vontades e preferências que podem ser descobertas, citadas, arquivadas, seguidas e exploradas para todos os fins.”

:.: O que mais me preocupa, nesse comentário, é o trecho “todos os fins”.

:.: Nos próximos posts, tentarei analisar as informações sobre “intenções de busca” divulgadas por alguns dos principais mecanismos de busca neste fim de ano. Por enquanto, está aí o Google Zeitgeist brasileiro de novembro .

zeitgeist-novembro.jpg

:.: Veja aqui outras definições para zeitgeist.